Conexão a armazenamentos Big Data

Seguir

Além de se conectar a uma série de sistemas de gerenciamento de base de dados relacionais, você também pode se conectar a uma variedade de armazenamentos Big Data. Sua instância do Armazenamento gerenciado está incluída como um armazenamento Big Data (consulte Uso do armazenamento gerenciado). Seus dados são recuperados usando uma declaração SELECT, então nada é escrito ou apagado de sua base de dados.

Este artigo abrange as seguintes seções:

Adição de conexões de armazenamento Big Data

Esta seção contém os seguintes tópicos:

Conexão à sua base de dados

Você pode se conectar às suas bases de dados de armazenamento Big Data usando o Construtor da origem de dados.

Observação: estas etapas não se aplicam ao BigQuery ou ao ElasticSearch. Para saber mais sobre o BigQuery, consulte Conexão ao BigQuery. Para saber mais sobre o ElasticSearch, consulte Conexão ao ElasticSearch.

Como se conectar a um armazenamento Big Data

  1. Na biblioteca Origens de dados (), clique no botão + para adicionar uma nova conexão.
  2. Selecione um dos ícones abaixo.

  3. Insira o host, a porta, a base de dados, o nome de usuário e a senha.

  4. Depois que você inserir o nome de sua base de dados, poderá recuperar seus dados. Você pode selecionar uma única tabela na aba Tabela única.
    Observação: Se quiser selecionar várias tabelas, use as opções SQL personalizado ou SQL Designer (consulte Seleção de várias tabelas por uma conexão de base de dados).
  5. Ao finalizar, clique em Próximo.
  6. Seus dados serão atribuídos automaticamente como uma métrica ou um atributo. Você pode usar as setas para a esquerda e para a direita para editar os posicionamentos.
  7. Clique em Próximo para selecionar uma opção de armazenamento.
  8. Selecione Avançado para editar as opções de cache e fuso horário.
  9. Clique em Salvar para concluir a inclusão de sua conexão.

Se você estiver recebendo um erro de tempo limite ao tentar se conectar, verifique o seguinte:

  • Localização da base de dados: Se sua base de dados for local, você poderá se conectar usando o BIME Desktop. Se você estiver usando a interface da web, será preciso colocar todos os domínios com *.bime.io na lista de aceitação.
  • Limites de dados: Algumas fontes de dados, como BigQuery e ElasticSearch, limitam o número de linhas que podem ser importadas. Se seus dados excederem o número de linhas definido, você pode receber um erro de tempo limite. Para solucionar isso, você pode criar uma visualização na opção SQL personalizado usando a cláusula GROUP BY.
  • Endereços IP: Se você estiver usando a interface da web, talvez encontre problemas com as configurações de firewall. Verifique se você ajustou as configurações de segurança necessárias (consulte Configurações de segurança).
  • Informações incorretas: Se você ainda estiver com problemas para se conectar, talvez tenha inserido informações incorretas na etapa Informações do Construtor da origem de dados.

Configurações de segurança

Se você for acessar sua base de dados na interface da web, a base de dados deverá ser somente leitura e aberta para o DNS "secure.bimed.com" (sempre resolvendo para 107.23.115.201).

Se você se conectar a uma base de dados hospedada na Amazon EC2 ou em um cluster da Amazon Redshift, adicione o seguinte grupo de segurança de EC2 a seu grupo de segurança:

  • ID da conta: 910041997824
  • Nome do grupo de segurança de EC2: proxy-wac

Conexão ao BigQuery

Se você tiver uma instância salva em uma base de dados do BigQuery, poderá se conectar a sua conta do BigQuery. Seus dados do BigQuery limitam-se a 100.000 linhas.
Observação: se seu conjunto de dados for baseado em uma visualização, será preciso adicionar uma cláusula ORDER BY à visualização no BigQuery.
Como se conectar ao BigQuery
  1. Na biblioteca Origens de dados (), clique no botão + para adicionar uma nova conexão.
  2. Selecione o ícone do BigQuery ().
  3. Clique em Autenticar com Google para autorizar sua conta do BigQuery.
  4. Insira suas credenciais, depois clique em Permitir.
  5. Selecione um projeto e um conjunto de dados.

  6. Selecione suas tabelas para adicionar. Você pode selecionar uma única tabela na aba Tabela única. Para selecionar várias tabelas, é necessário usar o SQL personalizado ou o SQL Designer.
    Observação: se você estiver usando a função curinga do BigQuery, talvez seja difícil determinar o esquema da tabela. Para ajudar a detectar o esquema correto, selecione uma tabela para recuperar o esquema na aba União.

  7. Depois de selecionar suas tabelas, clique em Próximo.
  8. Seus dados serão atribuídos automaticamente como uma métrica ou um atributo. Você pode usar as setas para editar os posicionamentos.
  9. Clique na aba Avançado para editar as opções de cache e fuso horário.
  10. Ao terminar, clique em Salvar. Sua conexão não será estabelecida até que você clique em Salvar.
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk